Injeção Eletrônica


A injeção eletrônica veio para substituir o velho carburador e agregar mais eficiência ao veículo. A principal função deste equipamento é fazer a mistura de ar e combustível da maneira correta. Uma central eletrônica recebe informações, por meio de sensores, que determina a quantidade correta de ar e de combustível que será injetada no cilindro do motor.

A Manutenção Preventiva deste sistema deve ser feita a cada 20.000 km. Procure por oficinas que possuem treinamento e dispositivos especiais para este tipo de serviço. Os bicos injetores são os elementos que mais precisam de reparos. Uma simples limpeza, que tem o  custo bem baixo, já garante um bom funcionamento e maior durabilidade. Além de gastar quase cinco vezes mais, apenas pela falta de manutenção preventiva dos bicos, você ainda corre o risco de ter componentes do motor danificados, como cilindros, pistões, anéis, entre outros. Outra conseqüência é o consumo excessivo de combustível e a possibilidade de o carro lhe deixar na mão.

Dicas para prolongar a vida útil da injeção eletrônica
•Procurar somente oficinas especializadas para realizar a manutenção da injeção eletrônica.
•Conservar sempre a bateria em bom estado.
•A bomba elétrica deve funcionar perfeitamente.
•Nunca deixar baixar completamente o nível do combustível. Tanque cheio é garantia de mais tempo de vida para a bomba elétrica.
•Fazer manutenção no Filtro de combustível a cada 20 mil quilômetros.
•Verificar a vela de ignição a cada 7 mil quilômetros.
•Evitar dar carga rápida na bateria.
•Evitar que o carro pegue no tranco.